Você conhece Bauru?

Diziam os mais antigos - meu avô serve de exemplo como um antigo funcionário da NOB - que Bauru sempre soube acolher de braços e corações abertos aqueles que aqui chegavam dos quatro cantos desse enorme Brasil. Outras cidades da região não tiveram a mesma sorte e o mesmo cuidado e, por isso, patinaram no seu crescimento e desenvolvimento.

Assim, permita-me chamar a minha cidade de Bauru de COSMOPOLITA* e de maneira ainda mais ousada, permita-me compará-la à capital inglesa, Londres. Não é exagero. Cada cidade à sua maneira exerce seu papel de pólo, acostumando-se com a presença de uma enorme pluralidade de etnias e culturas. A palavra COSMOPOLITA ganha novo sentido nas ruas bauruenses.

Mas, é nas feiras livres que você sente todas essas sensações. A feira livre, em Bauru, transforma-se a cada dia num espaço plural, de todos. Do mais rico ao menos privilegiado, seja para o pastel no final da madrugada, para comprar ovos caipiras, queijos de minas, frutas especiais, legumes e hortaliças fresquinhos, tapioca, enfim ... embora eu saiba que esteja cometendo injustiça ao não citar tudo o que se encontra nas feiras livres de Bauru, eu apenas quero mostrar que aqui tem de tudo, inclusive bauruense buscando melhorar a sua qualidade de vida, comprando ou trabalhando.

Se você ainda não conhece a sua cidade ou está chegando agora em Bauru, venha para a feira livre e seja bem vindo!

* COSMOPOLITA é o pensamento filosófico que despreza as fronteiras geográficas imposta pela sociedade e considera os homens como formadores de uma única nação, não vendo diferenças entre as mesmas, avaliando o mundo como uma pátria.

Alexandres Pittoli © 2019 - Todos os direitos reservados